Análise da oferta da Educação Profissional no Estado do Rio de Janeiro

Bruno Gawryszewski, Guilherme Marques e Fernanda Lavouras (FE-UFRJ)

Resumo: este texto tem como objetivo analisar a oferta da Educação Profissional no Estado do Rio de Janeiro no ano de 2015, levando em conta variáveis tais como modalidade de ensino, dependência administrativa, docente e faixa etária. Para tanto, utilizamos como procedimentos metodológicos a coleta de dados disponíveis pela Sinopse Estatística do Censo Escolar da Educação Básica do ano de
2015 do INEP/MEC e a revisão bibliográfica de acerca do debate sobre políticas públicas educacionais a partir da década de 2000. A
implementação de políticas específicas para a Educação Profissional, embora estivesse em disputa por matrizes teóricas mais relacionadas à integração com o ensino médio, esteve também profundamente mediada pelos interesses das frações empresariais. Tal constatação nos permitiu concluir que, embora a modalidade tenha conquistado maior visibilidade, sua oferta no Rio de Janeiro ainda se dá predominantemente de forma seccionada do ensino médio (concomitante e subsequente) por instituições privadas que dispõem de uma relação matrícula por professor bastante superior à média das instituições públicas e com significativa procura por adultos acima de 25 anos.

Palavras-chave: Educação Profissional. Rio de Janeiro. Políticas Educacionais.

Disponível em http://www.criticaeducativa.ufscar.br/index.php/criticaeducativa/article/view/310/382