Consensos de especialistas em educação em ciências sobre educação científica escolar no âmbito da reforma curricular da educação básica brasileira do século XXI

Cláudia Lino Piccinini (FE/UFRJ); Rosa Maria Correa das Neves (Fiocruz); Maria Carolina Pires de Andrade (FE-IB/UFRJ)

Resumo: Investigamos consensos que especialistas em educação em ciências indicaram sobre a educação científica escolar no âmbito de uma possível reforma curricular da educação básica brasileira, dinamizada pelo Movimento pela Base, desde 2013. Trata-se de pesquisa documental sobre pareceres de especialistas do campo da educação em ciências. Como resultado, identificamos como consensos entre especialistas que o texto público inaugural desse movimento reformista, Primeira Versão da Base Nacional Comum Curricular, apresenta uma proposta curricular com precária fundamentação teórico-metodológica, e através de texto em que a relação entre argumentação e esquematização carece de organicidade. É consensual também que os ‘objetivos de aprendizagem’ escolar da proposta, por sua extensão, tendem a restringir fortemente a autonomia e a flexibilidade curricular de escolas e professores.

Palavras-chave: política educacional, educação científica escolar, Movimento Pela Base.

Download: Consensos de especialistas em educação em ciências sobre educação científica escolar no âmbito da reforma curricular da educação básica brasileira do século XXI