A contratação de professores temporários nas redes públicas estaduais de ensino no Brasil.

Thayse Ancila Maria de Melo Gomes, Vânia Cardoso da Motta, Jessyca Caroline Vieira dos Santos

Resumo: O presente artigo discute sobre a questão da contratação de professores temporários nas redes públicas estaduais de ensino, em particular aqueles contratados para lecionar do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e no ensino médio. Tem como objetivo socializar a análise de dados levantados em nossas pesquisas sobre os editais de seleção para contratação de professores temporários em 27 unidades federativas brasileiras, com informações referentes a formação mínima exigida, o valor hora/aula e a existência de hora-atividade. Nossa hipótese é que este tipo de contratação, de caráter provisório e emergencial, no contexto das políticas neoliberais tem se tornado prática corriqueira, conforme o Tribunal de Contas da União, porém, crescente e, sobretudo, em condição cada vez mais precarizada.

Palavras-chave: Professor temporário; Precarização do trabalho docente; Trabalho e Educação.

https://drive.google.com/file/d/0B09B-JQln4RzQVUxSnp3cDltR1E/view